Rodrigo Moraes - Advocacia e Consultoria em Propriedade Intelectual

banner 1banner 2Livros

INPI defere pedido de marca coletiva para produtores de cacau da Bahia

Autor: INPI

O INPI divulgou no dia 5 de maio o deferimento da marca coletiva CABRUCA, da Cooperativa dos Produtores Orgânicos do Sul da Bahia, para assinalar cacau e produtos derivados.

A entidade foi fundada no final do ano 2000, conta com 32 agricultores e tem sua sede no município de Ilhéus, centro da região cacaueira da Bahia.

O principal produto da Cooperativa é o cacau, que passa por vistorias anuais para obter o certificado de produção orgânica. A fruta é cultivada à sombra das árvores nativas da Mata Atlântica no tradicional sistema agroflorestal conhecido como “cabruca”.

Vale lembrar que, por se tratar de um sistema de produção comum a quem atua no segmento de mercado cacaueiro, a marca foi deferida com apostila da expressão “cabruca”. Isso, portanto, não fere direitos de terceiros que fazem uso desta técnica de produção.

No regulamento de utilização da marca coletiva CABRUCA, a Cooperativa estabelece que a marca só pode ser usada por produtores que tenham o status orgânico e estejam em situação regular com a entidade. O Conselho Administrativo e a Equipe de Controle Interno da Cooperativa são responsáveis em determinar os produtos dos cooperados que poderão ser assinalados com a marca, nos casos em que a venda é realizada diretamente pelo produtor.

Outras Leis

Outros Artigos

Rodrigo Moraes

Av. Estados Unidos, 528, salas 1115 e 1116, Ed. Joaquim Barreto de Araújo, Comércio, Salvador/BA. CEP: 40.010-020                                                    Telefax: (71) 3243-2549 / (71) 3241-5711                                                     WhatsApp: (71) 9659-9475 | contato@rodrigomoraes.adv.br                                                    Instagram @rodrigomoraesadvocacia | /RodrigoMoraesAdvocacia

RANDERNET