Rodrigo Moraes - Advocacia e Consultoria em Propriedade Intelectual

Rodrigobanner 1Escritóriobanner 2Livros

Produtores de Cachaça de Salinas querem reconhecimento de IG

Autor: INPI

Os produtores de cachaça de Salinas, na região norte de Minas Gerais, entraram com pedido de Indicação Geográfica no INPI em 22 de dezembro de 2009. A região de Salinas é uma das maiores produtoras de cachaça do Brasil, reunindo cerca de 100 produtores, 50 marcas e mais de cinco milhões de litros a cada ano. Como reflexo do trabalho feito pelo INPI para conscientizar o público sobre a importância da IG, a solicitação de Salinas foi a sexta de brasileiros em 2009, fechando o ano com dez novos pedidos contra cinco no ano anterior.

Para ampliar este índice em 2010, o INPI investirá ainda mais na capacitação do público e em novas parcerias com entidades que possam dar suporte aos pedidos de IG. Entre elas, estão o IBGE, que auxilia na criação de mapas temáticos e de marcos das regiões; o Ministério da Pesca, que desenvolve projetos de IG na Amazônia; e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que tem duas possíveis IGs - as panelas de barro de Goiabeiras (ES) e a renda de Divina Pastora (SE) - publicadas em seu Livro dos Saberes do Brasil. Isso sem contar os parceiros que já trabalham com o INPI, como o Sebrae, a Embrapa, secretarias estaduais e fundações de amparo à pesquisa.

Atualmente, o Brasil possui seis indicações geográficas protegidas: o Vale dos Vinhedos (RS), para o vinho; o Pampa Gaúcho da Campanha Meridional (RS), para a carne; o Cerrado Mineiro (MG), para o café; Paraty (RJ), para a cachaça; o Vale do Sinos (RS), para o couro; e o Vale do Submédio São Francisco (BA/PE) para as uvas e mangas.

As Indicações Geográficas são analisadas pela Coordenação-Geral de Outros Registros, vinculada à Diretoria de Contratos de Tecnologia e Outros Registros do INPI.

Confira os pedidos feitos em 2009:

Pelotas (RS), para doces
Região do Jalapão (TO), para artesanato em capim dourado
Norte Pioneiro (PR), para café
Paraíba (PB), para algodão colorido
Porto (Portugal), para vinho
Douro (Portugal), para vinho
Região da Costa Negra (CE), para camarão
Região de Salinas (MG), para cachaça
Barbaresco (Itália), para vinho
Barolo (Itália), para vinho


Rodrigo Moraes

Av. Estados Unidos, 528, salas 1115 e 1116, Ed. Joaquim Barreto de Araújo,
Comércio, Salvador, Bahia, Brasil. CEP: 40010-020
Telefax: 55 71 3243-2549 / 55 71 3341-3697 | contato@rodrigomoraes.adv.br
/RodrigoMoraesAdvocacia

RANDERNET