Rodrigo Moraes - Advocacia e Consultoria em Propriedade Intelectual

Rodrigobanner 1Escritóriobanner 2Livros

Couro do Vale dos Sinos ganha certificado de Indicação Geográfica

Autor: INPI

O Brasil acaba de ganhar a sua quinta indicação geográfica: o Vale dos Sinos (RS), para o couro acabado. O certificado foi concedido pelo INPI no dia 19 de maio de 2009 à Associação das Indústrias de Curtumes do Rio Grande do Sul. Cerca de 40% da produção de peles processadas no Brasil – 45 milhões de peles – são do Vale dos Sinos.Vale ressaltar que é a primeira Indicação Geográfica não-agrícola do Brasil, pois o couro é industrializado. Este é um diferencial da legislação brasileira, já que a Europa, por exemplo, só concede IGs para produtos agroalimentares e vinhos.

E o reconhecimento já começa a aparecer: em junho, os empresários do Vale dos Sinos vão apresentar sua experiência com a Indicação de Procedência no seminário da OriGIn, uma organização que reúne produtores com IGs no mundo inteiro. O evento, que ocorre a cada dois anos, será realizado em Teruel, na Espanha, entre os dias 24 e 26 de junho.

Além do couro acabado no Vale dos Sinos, estão protegidos com a Indicação Geográfica: o Vale dos Vinhedos (RS), para os vinhos; a Região do Cerrado Mineiro (MG), para o café; o Pampa Gaúcho da Campanha Meridional (RS), para a carne bovina; e Paraty (RJ), para a cachaça.

Com o certificado, o Vale dos Sinos segue o exemplo do Vale dos Vinhedos, que foi a primeira Indicação Geográfica concedida a brasileiros, em 2002. Na região, as terras se valorizaram entre 200% e 500% e, segundo dados da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale), o número de visitantes na região cresceu 168% entre 2001 e 2007, passando de 45 mil para 120 mil.

Rodrigo Moraes

Av. Estados Unidos, 528, salas 1115 e 1116, Ed. Joaquim Barreto de Araújo,
Comércio, Salvador, Bahia, Brasil. CEP: 40010-020
Telefax: 55 71 3243-2549 / 55 71 3341-3697 | contato@rodrigomoraes.adv.br
/RodrigoMoraesAdvocacia

RANDERNET