Rodrigo Moraes - Advocacia e Consultoria em Propriedade Intelectual

banner 1banner 2Livros

Mexicanos querem reconhecimento da tequila como indicação geográfica

Autor: INPI

Uma delegação de mexicanos, encabeçada pelo diretor adjunto do Instituto Mexicano de Propriedade Industrial (IMPI), Alfredo Rendon, se reuniu, no dia 23 de julho, com a diretoria do INPI buscando acordos de cooperação e para tratar especificamente do reconhecimento da tequila como indicação geográfica.

Na reunião, da qual participaram representantes da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), dirigentes do IMPI e representantes da indústria tequilera ressaltaram a importância sócio-cultural da tequila para o seu país e manifesrtaram o interesse de que o produto seja reconhecido como indicação geográfica no Brasil. O presidente Ávila sugeriu aos mexicanos que fizessem o pedido de IG, assim como solicitações de marca coletiva ou de certificação, colocando os especialistas do INPI à disposição para a devida orientação.

Entre outros pedidos internacionais, o Brasil já reconheceu como indicações geográficas os vinhos da Franciacorta, da Itália, e os da Região dos Vinhos Verdes, em Portugal.

Os dirigentes dos dois escritórios debateram também as perspectivas futuras para a Agenda para o Desenvolvimento na Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) e o aprofundamento das ações de integração regional entre os escritórios da América Latina.

Outras Leis

Outros Artigos

Rodrigo Moraes

Travessa Miguel Arcanjo de Santana, Rio Vermelho, 01, Sala 201                  Salvador-BA | CEP: 41.950-670                                                                      Telefax: (71) 3243-2549 / (71) 3241-5711 | WhatsApp: (71) 9659-9475                        contato@rodrigomoraes.adv.br | Instagram: @rodrigomoraesadvocacia | /RodrigoMoraesAdvocacia 

RANDERNET